A nova perspectiva estrutural da exclusão digital no Brasil

A organização internacional “Internet World Statistics” divulgou em janeiro de 2012 os números da internet no mundo e no Brasil. Na America do Sul e Caribe o número de usuários correspondem a 10 %,  do total de 2,7 bilhões de usuários da internet; cerca  40 % destes usuários da  America do sul e Caribe são brasileiros. [3]

Assim, no Brasil, em 2011, existem temos: cerca de 80 milhões de usuários ativos (conectados) da Internet e 203 milhões de celulares ativos contados em 2010.

Todo país, seja subdesenvolvido ou desenvolvido, possui uma população economicamente ativa, essa parcela do contingente populacional representa todas as pessoas que trabalham ou que estão procurando emprego, são essas que produzem para o país e que integram o sistema produtivo atuante. A população de idade ativa, PEA,  está entre 16 e 65 anos de acordo com norma da Organização  Internacional do Trabalho (OIT).  Assim, o número de pessoas  com maior probabilidade para utilizar produtivamente a internet no Brasil segundo estatísticas disponíveis para a força de trabalho representa algo entre 80 e 90 milhões de brasileiros em 2011. [1,2]

Mas, se  o Brasil tem 80 milhões de usuários da internet e digamos uma força de trabalho de 85 milhões na demanda por estes serviços  a exclusão digital  não é mais o enorme “abismo” ou “fosso” tão comentado em indisciplinares textos de C&T e da mídia. Há um modismo temático na contínua abordagem deste problema mas pouca pesquisa sobre o assunto. Fato é que o tamanho desta exclusão  deve ser  melhor examinado e refletido.

Por outro lado,  Ásia é a região do mundo com o maior número de usuários de Internet no mundo, respondendo por 42% do total de usuários, segundo o estudo “The State of the Internet”  2012. O uso da web dos Estados Unidos e da Europa somados fica bem abaixo dos usuários de Internet da Ásia.  Há uma hegemonia de domínio dos países orientais para as  informações e aplicativos da internet, principalmente: a China, Índia, Japão, Indonésia, Coreia do Sul, Filipinas e Tailândia.

Esta é uma posição que merece maior reflexão considerando os dez principais usos da internet seriam:  obter informação, comunicação online, vigilância tecnológica,   facilitador no processo de inovação, aumento da produtividade dos negócios, trabalho e pesquisa em  conjunto, marketing e compra e venda de produtos e serviços, transações comerciais em geral, educação online e entretenimento.

Estará o mundo mudando seu foco de influência e capacidade para outro espaço e não conseguimos perceber esta transformação por não haver um de distanciamento apropriado da realidade atual em que vivemos? Há uma nova historia do mundo se formando?

Aldo de A Barreto

Notas – A População Economicamente Ativa é um dado difícil de se averiguar, pois envolve  trabalho com diversas tabelas; o dado que apresentamos é uma aproximação feita  considerando as informações de  [1]  http://www1.folha.uol.com.br/folha/cotidiano/ult95u26211.shtml

e  [2]   http://www.mundoeducacao.com.br/geografia/populacao-economicamente-ativa-brasil.htm

[3]

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: