Um novo paradigma de escrita e leitura

borg76
Existe atualmente uma crise da escrita e leitura tradicional. Uma linguagem nova urdida no imediatismo dos meios digitais está querendo fechar um capitulo na história das inscrições impressas em formato papel. Desde 1990 as tecnologias da informação digital estão definitivamente inseridas no contexto do pensamento e dos atos de gerar e receber a informação.

As mudanças provocadas pela Internet criando uma infraestrutura eletrônica de documentos em fluxo transformou os métodos associados com o pensar e com as práticas da informação e sua divulgação; mudaram, também, as condições de acesso aos conteúdos e a o modo de como se lê a narrativa e, a qualidade da percepção para interiorização.

Fatos e ideias tinham um percurso formal e bem definido dentro de um mundo onde a textualidade era pautada pela escrita em papel. Existem, hoje, novas configurações para plublicitar fatos e ideias.

O meio não é mais a mensagem. A interatividade possível com os arquivos eletrônicos permite uma atuação multitemporal com os fatos, ideias e ocorrências de uma vivência global. O receptor agora pode ter acesso as “fontes” e estabelecer um dialogo diferenciado e de seu interesse, sem intermediários: arranja a sua informação de uma maneira subjetivamente individualizada por suas preferências, independente dos meios formais de comunicação.

A velocidade na interação gerador/receptor impõe à escrita digital outro traço, o traço de uma escrita que se quer livre do signo estritamente demarcado por um código rígido e fixo. Um significado preso a uma relação única com o significante aprisiona o pensamento. O imaginário do leitor está livre, expandido, adiado para avaliar suas opções de perceber. Um imaginário livre é tematicamente desfamiliarizado de tópicos classificados e de universos simbólicos padronizados.

Há algo de positivo na velocidade simultânea da disseminação dos conteúdos que se contrapõem ao andamento da escrita tradicional tipo folhetim que se vai contando palavra a palavra em um tempo cronológico. Na nova escrita há um tempo místico, que soleniza todos os tempos, pois este se coloca em um momento do presente, com a memória do passado e na perspectiva do futuro. Se não for respeitada esta nova circulação da escrita e leitura a disseminação da mensagem não será aceita por grande parte dos receptores.

O palavrear da escrita atual é um novo jogo de linguagem para comunicação nossa com o outro, como parte de um discurso, que vai se completando no transcorrer da troca de mensagens. Todo enunciado deve ser considerado um lance de palavras como em um jogo que possibilite o colocutor fazer o lance seguinte para chegar ao entendimento.

O imaginário do receptor ampliado por novas visualizações explodiu o formato dos meios tradicionais. Palavras e enunciados tem na condição digital um caminho de significantes liberados que necessitam uma fácil e rápida assimilação devido à velocidade na troca de mensagens.

Há uma potencialização do significado divulgado que vai além do signo atribuído que é metáfora criada pelo link colocado na mensagem tutora. O link não soó redireciona a leitura ele a amplia e mostra novas facetas do tema. Em uma divulgação o link reposiciona e amplia e completa a mensagem original.

Aldo de A. Barreto

——————————————————————

Agumas regras básicas para uma divulgação na web são úteis para qualquer tipo de mensagem:

SEJA CONCISO:
prenda-se a ideia central do tópico. Informação adicional; anexos e links ampliam a divulgação; evite repetição e grande abundância de palavras, evite palavras grandes, jargões; limite o uso de adjetivos e nunca use adjetivos grandiloquentes (maravilhoso, fantástico, inigualável); em títulos use sentenças de estruturas simples e nunca maiores que 2 linhas. (ideal: 90 caracteres)

A DIVULGAÇÃO ALÉM DE TER CLAREZA DEVE SER BONITA:
quebre o texto em seções menores com espaços brancos entre cada ideia; use os títulos claros não os inteligentes: os receptores querem saber sobre o conteúdo daquela seção; não torne o texto pesado com negritos, itálicos e sublinhados e caixa alta; procure não usar textos itemizados; a informação não precisa ser somente clara tem que ser visualmente atrativa; limite os parágrafos e tente dizer ao leitor do que se trata a mensagem na primeira sentença.

SEJA VERDADEIRO, OBJETIVO E DIRETO
escreva pensando em quem vai ser o seu leitorado, não escreva para agradar ao seu ego; evite superlativos e diminutivos; evite questões e ideias vagas e não faça declarações inéditas sem apontar as evidencias e a fonte; não enuncie com excesso qualidades e méritos do que esta divulgando; evite a auto citação pessoal e institucional; evite escrever como um agente de marketing: “esta é a melhor ideia do mundo” ou ” de certo nunca haverá nada igual a este Congresso”; apresente os fatos de forma clara e lembre que os leitores vão decidir a validade, a importância e a veracidade do discurso de divulgação; lembre que a velocidade da escrita, leitura e divulgação mudou assim como mudou a quantidade de informação a qual estamos expostos; evite causar estresse cognitivo no receptor; apresente a informação de maneira visualmente destinada para a percepção com uma estrutura gráfica/textual que permita uma visualização amigável.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: